• Nenhum produto no carrinho.

A MULHER DA CASA ABANDONADA – PODCAST

Com certeza você deve estar se perguntando, por que essa senhora de máscara branca e que já foi procurada pelo FBI e continua morando sozinha nessa residência antiga, com aspecto de casa abandonada e sem tratamento de esgoto, localizada em um dos bairros mais nobres de São Paulo.

1º preciso contextualiza a história dela.

Margarida Bonetti, é Filha de Geraldo Vicente de Azevedo, que era proprietário dessa residência de 3 pavimentos, construída em 1930, no bairro de Higienópolis. Vicente era médico e seu pai foi o Barão de Bocaina, uma pessoa de posse e influente na sua época.

No final dos anos 70, Margarida foi morar nos Estados Unidos junto com seu marido engenheiro, Rene Bonetti.

Naquela época, seus pais insistiram que ela levasse a empregada da família para ajuda-la nos Estados Unidos e assim ela o fez.

Nos Estados Unidos, a empregada, que partir de agora mencionarei como vítima, passou a não receber nenhum salário por suas atividades, sendo que ela limpava a casa, cozinhava e trabalhava na jardinagem. É importante enfatizar que a vítima estava ilegal no país, no qual era mantida em trabalho análogo à escravidão.

Durante a investigação, a vítima relatou que uma vez Margarida derramou sopa quente em seu rosto porque não gostou da maneira como a vítima a preparou.

Em outra ocasião, Margarida não gostou da maneira como a vítima penteou o cachorro e puxou o cabelo da vítima, ao ponto da cabeça sangrar.

A vítima relatou que chegou a pedir ajuda a Rene Bonetti, mas ele pediu que ela rezasse por Margarida.

De acordo com o depoimento no tribunal, a vítima declarou que dormia em um pequeno porão sem janelas e que Rene trancava a geladeira com um cadeado para evitar que a vítima conseguisse algo para comer ou beber.

A vítima também não recebia nenhum tipo de tratamento médico e, um tempo depois, ela descobriu que estava com um tumor no estomago.

Em abril de 1998, com a ajuda de vizinhos solidários, a vítima foi levada a um hospital para remover seu tumor. 

Assistentes sociais do hospital souberam da situação da vítima e, a partir de então, o FBI começou a investigar o caso de violência, maus-tratos e trabalho análogo a escravidão.

Com o apoio de amigos da comunidade, a vítima ganhou força para denunciar e processou o Casal. Rene BONETTI foi condenado há 6 anos de prisão, tendo cumprido a sua pena e atualmente trabalha como gerente em uma empresa americana.

A vítima continua morando nos Estados Unidos, adquiriu a sua casa própria e não tem mais interesse em relatar sobre o caso.

Já Margarida, durante o processo, voltou para o Brasil para acompanhar o velório do pai, logo após passou a ser considerada fugitiva da Justiça Americana.

Na última Semana, após a repercussão da série de Podcast “A mulher da casa Abandonada” do Jornalista Chico Feliti, vários curiosos passaram a ocupar o entorno da casa e alguns picharam o muro. Pensando na integridade de Margarida, sua irmã conseguiu retirá-la do casarão em uma madrugada, deixando para trás duas cadelas.

O instituto Luiza mel conseguiu autorização para acessar o quintal e resgatar os dois animais.

E por que a Margarida não foi presa?

Na nossa constituição no artigo 5 fala que nenhum brasileiro nato será extraditado.  

Mas por que Margarida passou a morar nesse casarão, sem manutenção e sem nenhum tratamento de esgoto e em um dos bairros mais nobres de São Paulo.

Estima-se que o valor do imóvel esteja entorno de 10 milhões de reais. E por que não tiveram interesse em vende-lo?

Bom, talvez a resposta esteja no lote vizinho. O Santo Edifício Louveira.

O Louveira é tombado desde 1992 e a praça ao lado, desde 2007.

O Edifício Louveira, de uso residencial, foi projetado, em 1946, pelos arquitetos Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi, que adotaram uma implantação diversa da corrente naquela época. Dois blocos paralelos, com as elevações frontais cegas, interligados por rampa, ocupando as laterais do terreno, e ao centro, localiza-se um jardim que estabelece continuidade espacial com a Praça Villaboim. É um verdadeiro ícone da arquitetura paulistana.

A resolução SC n. 78/2015 dispõe sobre redefinição da área envoltória do Edifício Louveira tombado em 1992 e a RESOLUÇÃO Nº 15/2007 estabelece as diretrizes da Praça Villaboim.

A edificação do casarão fica na área envoltória do edifício e também da praça. A resolução definiu que a volumetria atual do casarão deverá ser conservada.

A família solicitou a revisão das regras atuais do tombamento para alteração da altura máxima permitida, mas não encontraram justificativas para a alteração da resolução.

Seria, então, o edifício Louveira o responsável por reativar o crime acobertado pelo tempo de Margarida Bonetti?

Fonte: https://saopauloantiga.com.br/casarao-rua-piaui-1111/

 

12 de julho de 2022

0 responses on "A MULHER DA CASA ABANDONADA - PODCAST"

Leave a Message

top
   Aprenda Arquitetura ©  Arquitetapage - Arquitetura & Arte 2012 - 2022
X