• Nenhum produto no carrinho.

VEGETAIS INFERIORES – ALGAS E MUSGO

MUSGO São BRIÓFITAS, isto é, vegetais que não têm vasos e que por isso mesmo não conseguem ser muito grandes.
Formam tapetes.
ALGA São unicelulares e algumas espécies podem se mover com o auxílio de flagelos.
São quase vegetais, mas não possuem raízes, caules ou folhas como os vegetais superiores.
Possuem clorofila e realizam a fotossíntese, produzindo a energia para o seu metabolismo. Desenvolvem-se principalmente em muros externos em locais em que cai água em abundância formando manchas esverdeadas. Em vazamento de esgotos é muito comum a proliferação da Alga Marrom. Aparece também nas partes baixas de aquários onde se acumulam as fezes dos peixes. Algumas variedades são muito úteis para o ser humano através de alginas e e ágar empregadas na indústria de cosméticos.
AVENCA Parece que surgem espontaneamente em locais quentes e úmidos mas na verdade se reproduzem distribuindo esporos pelo ar. Existem muitas variedades como a Adiantum capillusveneris, a Adiantum microphyla, a Adiantum macrophylla e a Adiantum radianum.
SAMAMBAIA O nome tem raízes Tupi e significa “aquele que se torce em espiral”. Em locais quentes e úmidos surgem, aparentemente, de forma espontânea. Mas, na verdade, disseminam-se na forma de esporos que ficam voando pelo ar.

Depois que o local ficou muito tempo com vazamentos ou com condensação de umidade e os fungos tiveram chance de se desenvolverem livremente, os esporos de samambaia depositam-se nesses tapetes de fungos para germinar.

Algumas algas são muito nocivas para o ser humano como a ALGA AZUL.

A Alga Azul é uma alga especial que só se desenvolve onde têm fezes humanas. São da espécie Synechococcus e conferem à água um cheiro característico e são tão pequenas que os filtros não conseguem segurar.

As algas azuis, algas cianofíceas ou cianobactérias, não podem ser consideradas nem como algas e nem como bactérias comuns. São microrganismos com características celulares procariontes (bactérias sem membrana nuclear), porém com um sistema fotossintetizante semelhante ao das algas (vegetais eucariontes), ou seja, são bactérias fotossintetizantes. Existe uma confusão na nomenclatura destes seres, pois a princípio pensou tratar-se de algas unicelulares, posteriormente os estudos demonstraram que elas possuem características de bactérias.

As cianobactérias podem produzir gosto e odor desagradável na água e desequilibrar os ecossistemas aquáticos. O mais grave é que algumas cianobactérias são capazes de liberar toxinas, que não podem ser retiradas pelos sistemas de tratamento de água tradicionais e nem pela fervura, que podem ser neurotoxinas ou hepatotoxinas. Originalmente estas toxinas são uma defesa contra devoradores de algas, mas com a proliferação das cianobactérias nos mananciais de água potável das cidades, estas passaram a ser uma grande preocupação para as companhias de tratamento de água.

Outro tipo é a alga que produz a Maré Vermelha quando a quantidade de dejetos orgânicos superam determinados limites. Produzem toxinas que provocam a morte de peixes e crustáceos.

Fonte: Conteúdo extraído do portal eng. Watanabe (ebanataw) – Proibido reprodução sem os créditos do autor;

top

Copyright © 2012 - 2021 - Arquitêta - Arquitetura & Arte/ Aprenda Arquitetura

Todos os direitos reservados

X