Arquitetos reinventam o uso do tijolinho na arquitetura

TIJOLO MACIÇO

No nosso último artigo comentamos sobre os elementos vazados, que permitem a permeabilidade na fachada. Hoje, o destaque vai para os “Tijolos Maciços”, outro revestimento que tem se destacado na arquitetura atual.

 

Quando falamos em “Tijolinho”, a primeira referência que nos vem a cabeça são as edificações residenciais na Inglaterra ou os famosos lofts novaiorquinos, estilo industrial.

 

No entanto, trata-se de material construtivo muito mais antigo, que revestiu por séculos construções do império Turco, Egípcio, Romano e Grego.

Nos séculos 18 e 19, marcou presença nas fachadas da arquitetura georgiana e revestiu inúmeras edificações industriais no século 20.

 

tijolo maciço é fabricado com argila e apresenta a cor avermelhada devido ao cozimento. É fácil de ser fabricado, além de barato, e permite configurar uma diversidade de formas e vazios, inclusive criação de fachadas perfuradas, permeáveis e dinâmicas.

 

É visível que esse revestimento vem passando por uma nova fase. Arquitetos mexicanos, vietnamitas e coreanos estão ampliando o uso desse tijolo e redefinindo o seu modo de uso, criando novas composições nas fachadas.

 

Um marco da arquitetura brasileira que tem como destaque esse material é o SESC POMPÉIA, em São Paulo, projetado pela Arquiteta Lina Bo Bardi.

 

No referido projeto, foi prevista a construção de um edifício novo e a remodelação  de uma antiga fábrica de tambores.

 

Durante o desenvolvimento do projeto, Lina descobriu que a estrutura da antiga fábrica era em concreto armado, do início do século XX, e foi projetada pelo pioneiro nessa área, o francês François Hennebique.

 

A partir deste descobrimento, deu-se início a um processo de desnudamento da edificação, com a retirada dos rebocos e vitrais. Os vitrais foram substituídos por tijolos assentados estilo “tijolo galinheiros”, permitindo ventilação e iluminação. Já as paredes, sem o reboco, ficaram aparentes, com o tijolinho à vista.

 

Reunimos a seguir 10 (dez) projetos com aplicação do tijolo maciço na fachada:

 

 

Fonte: Vitruvius / ArchDaily

Você gostou deste Post? Compartilhe com seus amigos.

Facebook – Instagram – Youtube

CURSOS EM DESTAQUE

0 Respostas sobre "Arquitetos reinventam o uso do tijolinho na arquitetura"

Deixe sua mensagem

Contato: aprendarquitetura@gmail.com

Copyright © 2012 - 2018  - Arquitêta - Arquitetura & Arte

Todos os direitos reservados